Menu Close

A concha, a espada, o corte e o amor

São Paulo
28 Out – 23 Nov 2019

A concha, a espada, o corte e o amor
Katia Salvany

A concha, a espada, o corte e o amor
Trabalhos
Vídeo
Vistas da Exposição
Katia Salvany

Galeria Kogan Amaro São Paulo
Alameda Franca, 1054
Jardim Paulista, São Paulo, SP
info@galeriakoganamaro.com

No sulco aberto pela goiva empunhada por Katia Salvany, corre um rio azul. Ele esculpe vestidos, conchas e gavetas. Percorre os fios de cabelo e as expressões nos rostos femininos que observam o espectador atentamente. Ao mesmo tempo que desenha, tal fenda conecta os suportes apresentados em A Concha, a Espada, o Corte e o Amor, primeira exposição da artista na Galeria Kogan Amaro.

Katia é artista pesquisadora. Investiga com olhar curioso as contaminações entre gravura, pintura, performance e vídeo. Seu trabalho começa por uma sensação e, como um rio, percorre cada suporte como se fosse a fração de um filme. Isso porque seu interesse sublime são o corpo e os vestígios que ele deixa no tempo/espaço. Mesmo quando não está, a figura humana imprime sua passagem, seja em vultos, seja em memórias, compondo a narrativa. “Mulheres e conchas com gavetas, suspensas no branco do papel, pintadas e desenhadas com cortes desferidos sobre a madeira são como metáforas das muitas vidas e histórias femininas que me atravessam o corpo”, define ela.

Gravuras, pinturas e peças tridimensionais operam ora como objetos de cena, ora como protagonistas de uma narrativa ficcional no trânsito entre o estático e o movimento. Atuam como representação dos gêneros natureza-morta e autorretrato expostos às goivas de Katia feitas com a técnica mokulito, um processo alternativo baseado nos princípios da litografia, porém usando a madeira como base. Tal processo faz de sua impressão uma obra única, com perspectivas inventadas, em que distorce os objetos para retirar sua interioridade, na tentativa de encarná-los com sua própria presença.

A multiplicidade de Katia não cabe em gavetas. A fidelidade de sua composição é a alma artística, que ela faz mergulhar em cada gênero, como também vemos nos trabalhos de Joan Jones e Kiki Smith. Uma obra que busca a densidade que cada plataforma lhe proporciona. Seja ela, seja seu alter ego, a experiência é a chave para mergulhar em seu rio azul.

Ana Carolina Ralston
Curadora

Trabalhos

Katia Salvany
Veja todos

Vídeo

Vistas da Exposição

Katia Salvany

Porto Alegre, Rio Grande do Sul – Brasil, 1964
Vive e trabalha em São Paulo, São Paulo – Brasil

Katia Salvany é artista plástica, situa suas investigações artísticas no trânsito entre imagens fixas (desenho e gravura) e em movimento (vídeo, performance), com exposições no Brasil e no exterior. Licenciada em Arte pela Universidade de São Paulo, realizou Mestrado e Doutorado na mesma instituição, onde foi contemplada com bolsa de estudo CAPES no RCA-Royal College of Art, Londres. Atua como professora titular de litografia e desenho no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo e como orientadora de Processos de Criação em Arte na Fábrica de Arte Marcos Amaro.Em 2019, fundou o Estúdio POVOLOKO, em parceria com o artista André Ianni, para produção de projetos artísticos e design experimental.

A concha, a espada, o corte e o amor
Trabalhos
Vídeo
Vistas da Exposição
Katia Salvany

Galeria Kogan Amaro São Paulo
Alameda Franca, 1054
Jardim Paulista, São Paulo, SP
info@galeriakoganamaro.com

No sulco aberto pela goiva empunhada por Katia Salvany, corre um rio azul. Ele esculpe vestidos, conchas e gavetas. Percorre os fios de cabelo e as expressões nos rostos femininos que observam o espectador atentamente. Ao mesmo tempo que desenha, tal fenda conecta os suportes apresentados em A Concha, a Espada, o Corte e o Amor, primeira exposição da artista na Galeria Kogan Amaro.

Katia é artista pesquisadora. Investiga com olhar curioso as contaminações entre gravura, pintura, performance e vídeo. Seu trabalho começa por uma sensação e, como um rio, percorre cada suporte como se fosse a fração de um filme. Isso porque seu interesse sublime são o corpo e os vestígios que ele deixa no tempo/espaço. Mesmo quando não está, a figura humana imprime sua passagem, seja em vultos, seja em memórias, compondo a narrativa. “Mulheres e conchas com gavetas, suspensas no branco do papel, pintadas e desenhadas com cortes desferidos sobre a madeira são como metáforas das muitas vidas e histórias femininas que me atravessam o corpo”, define ela.

Gravuras, pinturas e peças tridimensionais operam ora como objetos de cena, ora como protagonistas de uma narrativa ficcional no trânsito entre o estático e o movimento. Atuam como representação dos gêneros natureza-morta e autorretrato expostos às goivas de Katia feitas com a técnica mokulito, um processo alternativo baseado nos princípios da litografia, porém usando a madeira como base. Tal processo faz de sua impressão uma obra única, com perspectivas inventadas, em que distorce os objetos para retirar sua interioridade, na tentativa de encarná-los com sua própria presença.

A multiplicidade de Katia não cabe em gavetas. A fidelidade de sua composição é a alma artística, que ela faz mergulhar em cada gênero, como também vemos nos trabalhos de Joan Jones e Kiki Smith. Uma obra que busca a densidade que cada plataforma lhe proporciona. Seja ela, seja seu alter ego, a experiência é a chave para mergulhar em seu rio azul.

Ana Carolina Ralston
Curadora

Trabalhos

Katia Salvany
Veja todos

Vídeo

Vistas da Exposição

Katia Salvany

Porto Alegre, Rio Grande do Sul – Brasil, 1964
Vive e trabalha em São Paulo, São Paulo – Brasil

Katia Salvany é artista plástica, situa suas investigações artísticas no trânsito entre imagens fixas (desenho e gravura) e em movimento (vídeo, performance), com exposições no Brasil e no exterior. Licenciada em Arte pela Universidade de São Paulo, realizou Mestrado e Doutorado na mesma instituição, onde foi contemplada com bolsa de estudo CAPES no RCA-Royal College of Art, Londres. Atua como professora titular de litografia e desenho no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo e como orientadora de Processos de Criação em Arte na Fábrica de Arte Marcos Amaro.Em 2019, fundou o Estúdio POVOLOKO, em parceria com o artista André Ianni, para produção de projetos artísticos e design experimental.

www.mersinlife.org - www.mersinbakliyat.com - www.escort-izmir.org - www.samsuni.net - www.ankara-escort.asia - www.amasyaescort.org - www.istanbulbescort.com - www.izmir-eskort.org - www.eskisehires.com - www.tiktakmersin.comwww.mersinlife.org - www.mersinbakliyat.com - www.escort-izmir.org - www.samsuni.net - www.ankara-escort.asia - www.amasyaescort.org - www.istanbulbescort.com - www.izmir-eskort.org - www.eskisehires.com - www.tiktakmersin.comwww.mersinlife.org - www.mersinbakliyat.com - www.escort-izmir.org - www.samsuni.net - www.ankara-escort.asia - www.amasyaescort.org - www.istanbulbescort.com - www.izmir-eskort.org - www.eskisehires.com - www.tiktakmersin.com