Menu Close

Redesenhando a paisagem, de Ricardo Resende | 2019

Redesenhando a paisagem

Ricardo Resende
Curador
Fundação Marcos Amaro

Não existe linha reta no horizonte de Marcia Pastore, apenas o desejo pela forma seca e rígida que redesenha a paisagem em busca do lugar espiritual do campo, na conjunção do local e do entorno.

O processo se dá na experimentação e na vivência do lugar para vislumbrar a forma, a dimensão e as linhas das bordas da sua escultura na paisagem do FAMA Campo. Pastore é a primeira artista a intervir nessa paisagem que conforma o novo museu a céu aberto.

A intervenção é percebida na aproximação com o trabalho inserido no meio desse campo em uma relação da coisa plástica com a terra exposta nos seus tons avermelhados e no entorno verde das plantas. Corte, remoção de terra, precisão, contenção, cimento, vergalhões de ferro, pedra moída, terra, terra batida, mãos, modelagem, sedimentação, linhas, volume e acomodação da forma na natureza. Esses são os elementos e as muitas ações que permeiam Transposição, instalada na parte mais estreita do terreno, evidenciando o “gesto” da artista de apenas cavar e remover a terra, dando formas geométricas cúbicas, uma convexa e outra côncava, em meio as bordas do campo.

A artista colocou essas formas escultóricas no lugar certo, preciso, depois de cuidadosamente observar a suave queda do terreno, criando uma situação nessa topografia que exige de algum modo a participação do público. É no deslocamento que se descobre a intervenção na paisagem. A contemplação, portanto, depende desse adentrar e dessa caminhada no meio do campo.

A escultura sem mudar a topografia é mimetizada no lugar, por ser feita da mesma terra que foi removida durante a transposição. As formas para dentro e para fora, têm as variações tonais dos pigmentos terrosos que conferem visualmente a elas uma textura aveludada. A paredes são feitas de taipa, milenar maneira de construir casas e edificações, problematizando a construção civil ao recuperar essa técnica para formatar as formas cúbicas em uma oposição dos elementos cheio e vazio.

Pastore não queria uma ação violenta desse gesto plástico, apenas uma linha na paisagem para quem a vê no horizonte de dentro ou de fora da sua intervenção escultórica. É a mulher e a natureza na retidão que confronta as linhas tortas do horizonte. O Feminino e o masculino da escultura seca e rígida de Marcia Pastore encontram-se devolvidos à paisagem a céu aberto.

www.mersinlife.org - www.mersinbakliyat.com - www.escort-izmir.org - www.samsuni.net - www.ankara-escort.asia - www.amasyaescort.org - www.istanbulbescort.com - www.izmir-eskort.org - www.eskisehires.com - www.tiktakmersin.comwww.mersinlife.org - www.mersinbakliyat.com - www.escort-izmir.org - www.samsuni.net - www.ankara-escort.asia - www.amasyaescort.org - www.istanbulbescort.com - www.izmir-eskort.org - www.eskisehires.com - www.tiktakmersin.comwww.mersinlife.org - www.mersinbakliyat.com - www.escort-izmir.org - www.samsuni.net - www.ankara-escort.asia - www.amasyaescort.org - www.istanbulbescort.com - www.izmir-eskort.org - www.eskisehires.com - www.tiktakmersin.com