Menu Close

Luisa
Almeida

Luisa
Almeida

Biografia

Viçosa, Minas Gerais – Brasil, 1993
Vive e trabalha em São Paulo, São Paulo – Brasil

Luisa Almeida é artista visual e trabalha com xilogravuras de grandes formatos. O alto contraste presente na técnica se relaciona com a temática da artista, que explora a relação de armas de fogo sendo empunhadas por mulheres e meninas em situações cotidianas, investigando a relação simbólica presente na sociedade acerca desse objeto. Atuando em cenografia para ópera e teatro, Luisa mescla recursos cênicos na concepção de sua obra, produzindo instalações xilográficas através de elementos cenográficos. Parte de sua pesquisa gira em torno de processos alternativos para a impressão de xilogravuras em grandes formatos, utilizando veículos, empilhadeiras ou rolos compressores como parte do seu processo artístico. Mestranda em Artes Visuais, UNESP. Graduada em Artes Visuais, UNESP (2017).

CV

Trabalhos

Introdução et allegro, 2018
Veja todos

Exposições na Galeria

Estandarte | 27 Nov, 2021 – 05 Fev, 2022 | Zurique

Estandarte é a primeira individual de Luísa Almeida fora do Brasil, e apresenta um corpo de trabalho único, criado e produzido para a exposição durante o programa de residência da FAMA – Fábrica de Arte Marcos Amaro, em Itu, São Paulo, em 2021. A mostra compreende uma série de nove gravuras sobre algodão cru que servem como “estandarte”, também conhecido como banner, usado em diversos eventos brasileiros ligados a tradições religiosas ou populares.

Veja mais
Luisa Almeida
+ 8

Onde havia florestas, habitam almas | 30 Mar – 04 Maio 2019 | São Paulo

Dois suportes que dialogam e potencializam um ao outro por forças e narrativas complementares. Em comum, as obras de Luisa Almeida e Sani Guerra sugerem técnicas primorosas e revelam temáticas amarradas com precisão, o que permite a construção de uma interlocução entre as artistas. A exposição Onde havia florestas, habitam almas, com curadoria de Ana Carolina Ralston, cria pontos de conexão no mezanino da Emmathomas Galeria, entre os dias 30 de março e 4 de maio.

Veja mais

Vídeo

Luisa Almeida e Sani Guerra | Onde havia florestas, habitam almas

Biografia
CV
Trabalhos
Exposições na Galeria
Vídeo
Instagram

Biografia

Viçosa, Minas Gerais – Brasil, 1993
Vive e trabalha em São Paulo, São Paulo – Brasil

Luisa Almeida é artista visual e trabalha com xilogravuras de grandes formatos. O alto contraste presente na técnica se relaciona com a temática da artista, que explora a relação de armas de fogo sendo empunhadas por mulheres e meninas em situações cotidianas, investigando a relação simbólica presente na sociedade acerca desse objeto. Atuando em cenografia para ópera e teatro, Luisa mescla recursos cênicos na concepção de sua obra, produzindo instalações xilográficas através de elementos cenográficos. Parte de sua pesquisa gira em torno de processos alternativos para a impressão de xilogravuras em grandes formatos, utilizando veículos, empilhadeiras ou rolos compressores como parte do seu processo artístico. Mestranda em Artes Visuais, UNESP. Graduada em Artes Visuais, UNESP (2017).

CV

Trabalhos

Introdução et allegro, 2018
Veja todos

Exposições na Galeria

Estandarte | 27 Nov, 2021 – 05 Fev, 2022 | Zurique

Estandarte é a primeira individual de Luísa Almeida fora do Brasil, e apresenta um corpo de trabalho único, criado e produzido para a exposição durante o programa de residência da FAMA – Fábrica de Arte Marcos Amaro, em Itu, São Paulo, em 2021. A mostra compreende uma série de nove gravuras sobre algodão cru que servem como “estandarte”, também conhecido como banner, usado em diversos eventos brasileiros ligados a tradições religiosas ou populares.

Veja mais
Luisa Almeida
+ 8

Onde havia florestas, habitam almas | 30 Mar – 04 Maio 2019 | São Paulo

Dois suportes que dialogam e potencializam um ao outro por forças e narrativas complementares. Em comum, as obras de Luisa Almeida e Sani Guerra sugerem técnicas primorosas e revelam temáticas amarradas com precisão, o que permite a construção de uma interlocução entre as artistas. A exposição Onde havia florestas, habitam almas, com curadoria de Ana Carolina Ralston, cria pontos de conexão no mezanino da Emmathomas Galeria, entre os dias 30 de março e 4 de maio.

Veja mais

Vídeo

Luisa Almeida e Sani Guerra | Onde havia florestas, habitam almas