SÃO PAULO | ZÜRICH

 
SÃO PAULO | ZÜRICH

Daniel Mullen – Ephemeral Fields

Daniel Mullen – Ephemeral Fields
Rafael Kamada

[EPHEMERAL FIELDS]
Daniel Mullen

13 de fev – 22 mai, 2021


Galeria Kogan Amaro – Zurich
Löwenbräukunst, Limmatstrasse 270
8005 Zürich, Switzerland

“O campo denota uma instância ou âmbito, e efêmero significa um momento breve, transitório ou fugaz”, explica o pintor abstrato Daniel Mullen, conhecido por seus jogos geométricos de ilusão de ótica, perspectiva espacial e luz, referindo-se aos múltiplos horizontes presentes em suas pinturas atuais. O conjunto das obras da exposição individual “Campos efêmeros”, do artista de Glasgow, parte da pergunta “de que maneira podemos imaginar um monumento futuro ou a ideia de um monumento?”. Para o artista, o monumento do futuro não preserva as estruturas existentes. Não é nem dominador, opressivo e pré-determinado, e nem fisicamente definível. Ao contrário, é luz, espaço e movimento, expandindo nossa percepção para desbloquear nossa imaginação para outros futuros.

Na série de trabalhos, o olhar acompanha transversalmente a imagem ou o “entre imagens”, registrando diferentes aspectos dos campos pictóricos. É o que o artista quer dizer com “uma experiência efêmera”. “Pretendo oferecer uma experiência transitória e não necessariamente definível, um nascimento, digamos assim”, explica o artista a respeito das obras pintadas sobre linho com imprimação transparente que penetra nas velaturas translúcidas de tinta rumo à leveza ilusória das formas abstratas.

Uma parte importante da obra de Mullen é seu uso avançado da cor com o intuito de afetar a percepção do espectador. Para ele, a cor e a construção de camadas são uma experiência sensorial quase alquímica. Nas pinturas, a organização complexa e a execução meticulosa da forma e da estrutura entram em cena para conduzir o espectador por relações oferecidas por matizes iluminados e perspectivas fugazes de composições aéreas. São fronteiras? Portais? O espaço e a arquitetura imponderável permanecem presentes no imaginário do artista.

Em seus primeiros trabalhos, as referências de Mullen eram o Neo-plasticismo e o “de Stijl”, com artistas como Mondrian e Theo van Doesburg e mais notadamente El Lissitzky e o movimento Construtivista. Em “Campos efêmeros”, as inspirações centrais são Hilma af Klimt, Josef Albers e Bridget Riley, assim como a linguagem visual da Suíça Emma Kunz, entre outros.

“Pensando hoje em dia sobre os movimentos, eu situaria minha obra visualmente em algum lugar entre a Abstração Geométrica e o movimento californiano Space and Light”, reconhece o artista. “Em minha obra, estou interessado na fenomenologia; a percepção de algo que não está presente ou que ao menos parece indefinível, um espaço fora de alcance, além de nossa percepção. Pelo ato da pintura, tento canalizar esta experiência para outro espectador além de minha própria consciência ao procurar tornar perceptíveis a cor, a forma e a luz”.

Nascido em Glasgow, na Escócia, em 1985, o pintor abstrato Daniel Mullen reside atualmente em Rotterdam. Graduou-se em 2011 na Gerrit Rietveld Academy, em Amsterdam. Já expôs em Londres, Vancouver e Nova York, e recentemente participou da Bienal de Curitiba no Museu Oscar Niemeyer. Sua carreira teve início a partir da paixão natural que a arquitetura e os espaços exercem sobre ele. O artista cria perspectivas brincando com ilusões de ótica que se estabelecem a partir da combinação entre geometria e pigmentação.

Conceito Curatorial
Por Cynthia Garcia

 


 



Sobre o Artista

O pintor abstrato Daniel Mullen nasceu em Glasgow, na Escócia, em 1985. Formou-se em 2011 na Gerrit Rietveld Academy, em Amsterdam, cidade onde reside atualmente. Mullen já teve seus trabalhos expostos em Londres, Vancouver, Nova York e, recentemente, realizou sua primeira exposição no Direktorenhaus Museum, em Berlim. O ponto de partida de Mullen é a paixão pela arquitetura e construção de espaços, o que mais o fascina é criar ambientes e, na sequência, esvaziá-los. Produz perspectivas e jogos de ilusão de ótica que ocorrem entre a combinação da pigmentação e da geometria.

 

 

LIVRO DE VISITANTE

  1. Carla 2 meses atrás

    Gostaria de saber o preço da obra que publicaram no Instagram do artista hoje

DEIXAR UMA MENSAGEM AO ARTISTA

O seu e-mail não será publicado.

*

doze + 14 =